Conheça 8 alimentos para controlar diabetes!

Conheça 8 alimentos para controlar diabetes!
5 (100%) 1 vote

Quando se trata de doenças relacionadas a hábitos alimentares, todo cuidado é pouco para manter uma vida saudável. Por isso, é importante conhecer os alimentos para controlar a diabetes, já que a doença é caracterizada pela elevação de glicose no sangue, o que pode ocasionar em graves consequências para o corpo.

No entanto, muitas pessoas desconhecem quais os alimentos indicados no tratamento da doença. Pensando nisso, separamos neste post 8 tipos de alimentos que podem ajudar no controle glicêmico, além de prevenir complicações da doença. Confira!

controle do diabetes

1. Canela

A canela é um poderoso regulador glicêmico, ou seja, auxilia na regulação dos níveis de glicose no sangue. Assim, ela consegue impedir a liberação de muito açúcar na corrente sanguínea.

A canela pode ser consumida nas refeições ou em forma de chá. Além dos benefícios para o controle da diabetes, a canela também é utilizada para melhoria das doenças do coração.

2. Aveia

A aveia é uma rica fonte de fibra, principalmente, as fibras solúveis. Por isso, o consumo dessas fibras ajuda a reduzir a absorção de glicose pelo sangue, sendo indicada para o tratamento de diabetes.

Além disso, a aveia possui uma combinação de antioxidantes que também ajuda na estabilização da glicose no sangue, controlando as crises da doença.

3. Leguminosas

Assim como a aveia, as leguminosas também são alimentos ricos em fibras, o que ajuda a diminuir a absorção da glicose pela corrente sanguínea.

Para quem não sabe, leguminosas são alimentos essenciais para qualquer dieta, como feijão, lentilha e ervilhas. Além disso, esse tipo de alimento é rico em fonte de proteínas. Sendo assim, é recomendado comer uma porção de leguminosas, diariamente.

4. Oleaginosas

As oleaginosas são alimentos como castanhas, nozes, amêndoas, entre outras opções. Esse tipo de alimento é rico em gorduras boas e magnésio, o que ajuda no controle dos níveis de açúcar.

Contudo, para conseguir os benefícios das oleaginosas, deve-se consumir cerca de 30g, diariamente. Portanto, coloque em seu cardápio esse tipo de alimento.

5. Maçã

A maçã é uma fruta rica em fibras solúveis o que ajuda a reduzir bastante a absorção da glicose. Além disso, a fruta tem em sua composição a pectina que proporciona a sensação de prolongamento de saciedade e regulação do intestino.

Ademais, a maçã é rica em polifenóis, ajudando a reduzir os efeitos da glicemia no sangue. Essa substância é capaz de inibir as enzimas que são responsáveis pela digestão do carboidrato, impedindo a liberação de glicose.

6. Peixes de águas profundas

O salmão e o atum são peixes de águas profundas bastante conhecidos por serem ricos em ômega 3. Essa substância é um ácido graxo, conhecida por reduzir o colesterol “ruim” e aumentar o colesterol “bom”.

Outro benefício do ômega 3 é que ele aumenta os níveis do hormônio adiponectina que afeta o metabolismo como a regulação do açúcar no sangue e os processos inflamatórios.

7. Frutas secas

As frutas secas são conhecidas por ter uma rica fonte de fibras, o que ajuda na diminuição da absorção da glicose. Porém, é preciso cuidar se você for consumir exageradamente, já que elas são ricas em frutose que é um tipo de açúcar.

Por esse motivo, não deve-se exagerar na quantidade desse alimento. Todavia, as frutas secas possuem pouco ou nenhuma gordura, apesar de ter um nível alto de calorias.

8. Abacate

O abacate é um alimento rico em gorduras monoinsaturadas, consideradas boas para a saúde. Essas gorduras ajudam na resistência à insulina, o que é benéfico para os diabéticos.

A fruta também auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares. Quando consumido moderadamente, o abacate não favorece o ganho de peso em pessoas com diabetes.

A diabetes é uma doença que possui tratamento e pode ser combatida com hábitos alimentares. Por isso, é importante conhecer e adotar os alimentos para controlar a diabetes.

Gostou das nossas dicas de alimentos para controlar diabetes? Que tal conhecer mais sobre a doença com o “Manual Diabetes na prática”?